domingo, 23 de maio de 2010

A Mulher Moderna

É impressionante como tentam nos convencer que somos emancipadas, que podemos fazer tudo o que quisermos, que podemos escolher ser donas-de-casa ou mulher de negócios, pois tudo tem o mesmo peso, é como escolher o sabor do sorvete... Mas como somos super-poderosas, o melhor mesmo é escolher ser os dois, e ainda ser insaciável para os nossos maridos e namorados!

Pesquisando quinquilharias na internet, achei muitos blogs de como ser uma mulher moderna, que te ensina dicas de como deixar a casa impecável no intervalo do almoço, e as técnicas supremas de como cuidar das crianças sem ficar desarrumada.

Olhem o exemplo deste blog...
“O JEITO MULHERZINHA DE SER: Gostar de cozinhar e de se maquiar. Cozinhar maquiada! Viver de dieta mas não resistir a uma barra de chocolate. Gostar de malhar e também de dormir uma tarde inteira. Querer uma máquina de costura e um scarpin. Ser mãe e esposa bem vestida e cheirosa. Ser mulher de negócios, mas amar retalhos e tecidos fofos. Gostar de cuidar da casa, decorar, pintar. Deixar a novela de lado para fazer artesanato.”
Agora as imagens do Blog....

....SUPERMODERNO....

4 comentários:

Lorena disse...

Coitada de mim.Nem mesmo cozinhar eu sei gente e agora?Não seria eu uma mulher moderna?!
Ah gente,mas se servir, eu sei ser competente no trabalho,tenho compromisso com os movimentos sociais,sou voluntária,apesar de não acreditar que o voluntariado seja a solução de nossos problemas; sei conversar sobre assunto de meninos e meninas. E acredito que a melhor forma de garantirmos nossos direitos não é no fogão esperando o maridão com o dinheirão ou dinheirinho;a melhor forma de garantir nossos direitos É FAZER PARTE DA POLÍTICA. Mulher foi feita pra pensar e não cozinhar.

Lorena disse...

Adorei a postagem Tati.

Lorena disse...

Ops, adorei a postagem Gi...rs.

Patrícia Viégas disse...

Acho engraçado isso. Existem mulheres que lutam contra suas próprias limitações na ânsia de alcançarem o lisongeiro título de mulher-maravilha. Eu sei cozinhar, sei limpar, sei cuidar dos meus filhos do mingau à tarefinha escolar, mas sei também que não dá pra fazer tudo. Não seria feliz sem meu trabalho, e não consigo conciliar trabalho e faztudodolar. Mas consigo escolher uma boa babá, uma boa cozinheira, uma boa faxineira, aí sobra um tempinho e disposição para acompanhar meus filhos na escola...então sou sim uma mulher completa! Cozinho para os amigos, para a família, para um jantar a dois, mas quando quero. E quem quiser estar ao meu lado que aprenda a respeitar os meus limites. Se sou boa esposa? Não sei, mas a porta da rua está aberta, e ele ainda não foi. Um abraço...