domingo, 17 de janeiro de 2010

Sem photoshop

A mulher da foto é Lizzie Miller. Tem 20 anos e é modelo profissional. Essa foi a foto enviada por ela para uma reportagem sobre auto imagem na última edição da revista americana Glamour. Sua barriga saliente, fora do padrão de beleza (embora ela ainda seja loira, alta e branca...), provocou milhares de cartas e e-mails das leitoras à revista, aliviadas pelo reconhecimento de um corpo real.

Atualmente, milhares de mulheres (sobretudo as jovens) no mundo todo sofrem de distúrbios alimentares - como anorexia e bulimia -, causados pela busca de uma padrão que seja considerado belo, perfeito. Na verdade, elas só querem ser aceitas pela sociedade. Muitas morrem, outras são internadas por desenvolverem sérios problemas de saúde (como medir 1,80m e pesar um pouco mais do que 48 quilos?!).

As propagandas de cosméticos, carros, refrigerantes, cervejas, etc. etc. etc. que nos bombardeiam diariamente são instrumentos poderosos de estímulo ao consumo, pois o mercado vende a ideia de que comprando o produto X você vai ficar parecido ou viver como fulana. E isso vende... Vende de tudo e vende muito. E é por isso que o seguimento midiático resiste tanto a qualquer tentativa de regulamentação.

Quanto a Lizzie, obrigada por abrir mão do photoshop!

Um comentário:

Lorena disse...

Essa foto é linda.Isso mesmo, uma mulher não perfeita.Bonita, porém,não perfeita.Creio que um produto de propaganda teria bem mais crédito se mostrasse uma imagem assim,não perfeita.Já que a idéia é vender para pessoas reais e não a seres modificados por photoshop.
Nós mulheres somos muito completas, inteligentes, bonitas, não preguiçosas, eficientes e damos jeito pra tudo ou quase tudo...é de,principalmente isso que devemos nos orgulhar.E,não tentar entrar nesse molde de 0% de gordura para agradar uma massa de pessoas fúteis que deixam de lado os nossos direitos, deveres e nossa essência.
Sou gordinha e me considero a mulher mais bonita e mais fantástica.
beijinhos.